Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



170522_pt.jpg

 Antes de começar, quero dizer que sempre fui um fã de Astérix e inclusive tenho o álbum do qual é retirada esta história. Lembro-me dos antigos desenhos animados do Astérix com saudade, pois eram bastante fieis ao livro. Gostei mas não adorei os filmes com pessoas reais, e o terceiro é para esquecer. Por isto tudo, estava entusiasmado para ver esta nova adaptação de um dos álbuns de Astérix o gaulês, desta vez em animação computorizada. O domínio dos Deuses, começa com a mesmo de sempre: estamos em 50 a.c.; toda a Gália foi ocupada pelos romanos... Toda? Não! Uma aldeia povoada por irredutíveis gauleses resiste ainda e sempre ao invasor. A partir desta já clássica premissa começamos o filme cuja história conta que irritado com esta situação, Júlio César decide mudar de táctica. Como os seus exércitos foram incapazes de se impor pela força, é a própria Roma que vai seduzir a bárbara civilização gaulesa. Manda,  portanto, construir ao lado da aldeia uma luxuosa área residencial para proprietários romanos: "O Domínio dos Deuses".

Partimos desta situação em que não sabemos se irão os gauleses resistir à ganância e ao conforto romano? Irá a sua aldeia transformar-se numa mera atração turística? Uma coisa é certa, Astérix e Obelix tudo irão fazer para impedir o plano de César.

Eis tudo o que precisam de saber em termos de história, não se desvia do material original. No entanto se o realizador fosse a fazer uma cópia do álbum não teria com que preencher os 85 minutos de duração deste filme.  Algumas liberdades foram tomadas com o material fonte, e foi acrescentado muitas cenas e história para preencher um filme que devia durar 60 minutos, sendo totalmente fiel ao livro.

Dito isto, este filme mantém o humor de Uderzo e Goscinny, muito engraçado e que podes ser apreciado por miúdos e graúdos. Visualmente é estonteante com uma animação muito bem feita, quase ao nível da Pixar. A animação das personagems é fluida e com um estilo muito similar ao que esperamos encontrar no livro.Não o tendo visto em 3D vi as possibilidades de ter um bom 3D, e quem o for ver em 3D acho que não se arrependerá.

Sem aprofundar a minha critica do filme, pois creio que quem quiser ver um filme do Asterix, vai sair do cinema satisfeito, este filme é simplesmente uma delicia para levar a criançada ou se formos fãs dos livros. Sem precisar ter uma comédia muito infantil, consegue ser engraçado e ter momentos de ternura durante o filme. Se não adivinharam eu aconselho vivamente a verem o filme, e é algo que irei comprar quando sair em DVD.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:46


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Maio 2015

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D