Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


384018_pt.jpg

Considerando os filmes relacionados eu estava a espera de diversão, os trailers prometiam. Neste filme, primeiro spin-off de "Velocidade Furiosa", com Dwayne Johnson e Jason Statham a retomarem os papéis de Luke Hobbs e Deckard Shaw. Desde que o possante Hobbs (Johnson), um dedicado operacional do Serviço de Segurança Diplomática dos Estados Unidos, e o rebelde Shaw (Statham), um antigo agente do exército britânico. Agora, quando Brixton (Idris Elba), um anarquista cibernético geneticamente alterado, assume o controlo de uma ameaça biológica que pode mudar a humanidade para sempre, os dois inimigos têm de se unir para destruir o único homem mais perigoso do que eles.

Prometiam ação e cumpriram, diversos tipos de ação desde luta corpo a corpo até a corridas e lutas com veículos. No entanto, foi demais, o filme é duas horas, sem grande desenvolvimento das personagens, e com demasiada ação. Há tanta ação que se torna demais, ficamos cansados dela. Se não levarmos o filme demasiado a sério, como ele também não faz, podemos ignorar a história demasiado simplista e com excessivas cenas de ação. Todos são bons no papel,Johnson e Staham têm bastante química e as suas interacções são brilhantes. O vilão, Elba, está a aproveitar para ser excessivo e isso funciona. Há vários cameos surpresa que são excelentes. No final o filme é engraçado, com muita ação e pouca história, mas para diversão vale a pena ver no cinema, mas por ser muito longo, diria que numa matine, se cortassem algumas coisas seria muito melhor.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:42


Crítica - Meg: tubarão gigante

por falarmd, em 21.08.18

345940_pt.jpg

Eu não estava à espera de na da mais que diversão pura. Neste filme, um submarino de grande profundidade pertencente a um programa de observação submarina avaria na parte inferior da Fossa das Marianas, no Oceano Pacífico, com a sua tripulação presa no interior. Com o tempo a escassear, o experiente mergulhador de resgate em alto mar, Jonas Taylor (Jason Statham) é recrutado por um oceanógrafo (Winston Chao) para salvar a equipa. A missão obriga o mergulhador a enfrentar os seus medos e a lançar a improvável pergunta: poderá o Carcharadon Megalodon - o maior predador marinho da história - estar vivo?

O filme foi melhor do que estava a espera mas teve coisas que decepcionaram. O melhor neste filme é o investimento nas personagens, principalmente na relação amorosa do filme. A ideia do filme é estúpida, mas parece que é baseado num livro. O meu maior problema com o filme é que para um filme de tubarão não há sangue nem cenas que arrepiem. As cenas que têm de acção são bem executadas e até fazem sentido, mas fica algo perdido com a falta de violência. Outro problema que ajudou na definição de personagens mas demorou até o tubarão aparecer e fazer algo. No final este filme é divertido e refrescante para o verão, sem nada que ofenda, e em certo modo divertido, vale a pena ver numa matine, é diversão inócua.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:41


Crítica - Velocidade Furiosa 8

por falarmd, em 15.04.17

337339_pt.jpg

 quem diria que chegava a 8 filmes. Neste filme,Dom(Vin Diesel) e Letty(Michelle Rodriguez) estão em lua-de-mel. É então que uma misteriosa mulher (Charlize Theron) parece seduzir Dom para o mundo do crime. Incapaz de escapar à influência da recém-chegada, acaba por trair os que lhe são mais próximos, pondo-os à prova. Da costa de Cuba às ruas de Nova Iorque e até às planícies geladas do ártico no Mar de Barents, a equipa vai voltar a unir-se para atravessar o mundo, impedir que uma anarquista lance o caos e trazer de volta a casa o homem que os transformou numa família.

Se eu aceitei o ridículo dos últimos 3 filmes, tenho que aceitar o deste.Vamos simplificar, tem muita acção, explosões, carros, e a noção de família. E basicamente é isso que esperamos destes filmes. Desta vez temos mais carros e razões para ter os carros.A acção tem momentos muito bons, se virem no trailer já sabem o que esperar. A história faz algum sentido e dá para perceber. Os personagens continuam a ser engraçados, mas gostei principalmente das interacções entre Dwane Johnson e Jason Statham e as de Tyrese Gibson. Se viram os outros e gostaram , este não decepciona. porém tenho que apontar falhas graves no filme, que apesar de esperar pouco destes filmes estas, foram demasiado graves. Para começar a vilã do filme não necessita exactamente de Diesel para fazer o que quer, parece mais forçado que outra coisa. O que ela usa para o forçar a fazer aparece do nada, eu não me lembrei. Ela tinha demasiado poder e precisava de alguém para correr carros? O tom do filme não funciona, pois temos um tom sério nas cenas de Diesel e Theron, ameaçador mesmo, porém um mais descontraído e quase brincalhão do lado dos "furiosos". Não dá para levar a sério a ameaça , assim como a noção de perigo. O diálogo e as falas de algumas personagens é tão mau que qualquer pessoa nota. No final, quando vamos ver este filme é por diversão pura e nisso ele cumpre. Algumas das cenas de acção merecem ser vistas no cinema, e é apenas por isso que digo que vale a pena ver no cinema. E sinceramente, não adiantava o que eu dissesse, continuariam a ir ver.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:38


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Agosto 2019

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D