Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Recomendação-Paterson

por falarmd, em 15.05.17

370755.jpg

 Tinha ouvido falar coisas boas do filme, finalmente vi, adorei. Neste filme, a acção decorre na localidade de Paterson, em New Jersey, e acompanha um condutor de autocarros(Adam Driver) poeta.

A sinopse é simples, pois o filme em si é simples, acompanhamos esta personagem enquanto ela trabalha e está em casa. Porém é o contar de narrativas e o juntar da poesia que tornam este filme único. E a ideia de não desistirmos da nossa ambição, está presente ao longo do filme. O filme é calmo, parece que não se passa nada, porém ficamos ligados aos personagens e às suas relações que no final só apetece conhecer pessoas assim. A poesia é bem intercalada durante o filme e ganha cada vez mais significância ao longo da história. A relação entre o casal é complicada, porém apenas do nosso ponto de vista. O filme é calmo e ajuda a relaxar, não pensar nas coisas e apenas sentir-mos felizes em fazer o nosso trabalho. no final este filme é algo que vai nos ajudar a descontrair depois de um dia dificil no trabalho, adorei.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:24


Recomendação-Free fire

por falarmd, em 15.05.17

334521_tmdb.jpg

 Tive a oportunidade de ver este filme e fiquei apaixonado. Neste filme passado na cidade de Boston, em 1978, dois irlandeses (Cillian Murphy e Michael Smiley) combinaram comprar armas a dois mafiosos (Armie Hammer e Sharlto Copley). O encontro num armazém abandonado dá para o torto e transforma-se num jogo pela sobrevivência.

A premissa pode parecer simples porém o filme consegue ser intenso do inicio ao fim. as cenas de disparo não só parecem verdadeiras como são espectaculares no cinema. Apesar de não sabermos muito sobre as personagens, eles são divertidos e estamos a torcer por eles. O que inicia o confronto é compreensível e leva-nos a questionar em quem torcer. Todos os actores são bons no filme, principalmente Sharlto copley, Armie hammer, Cilian murphy e Brie larson. Há vários twists e acontecimentos que alongam a acção , mas diverti-me do principio ao fim. O filme pode esticar-se no meio , mas nunca deixamos de estar entretidos. o final foi chocante, considerando o que se passou durante o filme. No final este é um filme que caso tenham a oportunidade devem ver no cinema.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:13


recomendação - Chungking express

por falarmd, em 15.02.17

Chungking_Express.jpg

 É engraçado como certas musicas lembram determinados filmes, neste caso "california dreaming" lembrou-me deste filme, que quero partilhar com vocês. Neste filme, seu título original em Chinês é uma metáfora a Hong Kong como uma selva de concreto, retratando o paradoxo de, mesmo se vivendo na densamente povoada metrópole, a maioria de seus habitantes é solitário e vive em seu próprio mundo interior. O filme é dividido em dois episódios, cada um deles tendo policiais como personagens centrais - identificados por códigos de corporação (223 e 663) - e ambos sofrendo por terem sido abandonados pela mulher que amavam.

Como foi os dia dos namorados recentemente, este é um drama mas ao mesmo tempo uma das melhores histórias de amor de sempre. Pronto pode ser subjectivo mas para quem for tímido ou tenha deixado escapar um amor este é o filme ideal. Gosto da forma como as duas histórias se interligam retratando uma história de amor obsessiva mas ao mesmo tempo terapêutica. A personagem feminina no filme é adorável e a relação entre os dois protagonistas apesar de não ser vista, nunca deixamos de torcer por eles. Não é o típico filme romântico mas sei que muitos se irão identificar com os temas deste filme. A banda sonora também é memorável. E perfeito para quem gostar da cultura oriental.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:44


Recomendação - Swiss army man

por falarmd, em 26.09.16

Swiss_Army_Man_poster.png

 Admito que vi o trailer e não gostei, vi as criticas e fiquei interessado, quem diria que seria o filme ideal para levantar o meu humor. Neste filme, Hank (Paul Dano), um náufrago desesperado que se prepara para cometer suicídio numa ilha deserta quando avista um corpo que deu à costa.O cadáver (Daniel Radcliffe) passa a ser usado por Hank como uma espécie de canivete suíço (daí o título) em várias situações de sobrevivência.

Primeiro que tudo, este filme ou se adora ou detesta, não é para todos. A premissa em si pode parecer estranha, e é, no entanto no fundo deste filme está uma análise sobre o que é ser humano nesta sociedade. Depois de passarmos os 10 minutos mais estranhos deste filme, temos uma história de sobrevivência, não só física como emocional. Aprendemos várias coisas sobre o personagem de Dano, que ele não é capaz de falar na vida real. Nesse momento temos uma exploração sobre o que é ser um humano na nossa sociedade. Possivelmente, pessoas mais introvertidas irão se identificar com o personagem, mas o filme tem boas ideias sobre a nossa condição que apela a todos. A certo momento do filme, pensamos que tudo poderá ser delírios da personagem, principalmente como a cinematografia lida com a segunda parte do filme, mas é tão cativante ver a amizade entre os dois personagens que não pensamos nisso. No entanto a terceira parte deste filme é difícil de ver, depois da viagem emocional que tivemos com as personagens. Dito isso o filme acaba numa nota animadora, que poderá surpreender muita gente. As interpretações são excelentes, não só Dano que tem o trabalho de convir as emoções mas também Radcliffe, que com pouco que fazer tornasse o personagem mais divertido do filme. A cena dos peidos, não é tão relevante ou essencial ao filme, é por isso que tem que passar os primeiros 10 minutos, no entanto no final é essencial a historia. No final este filme é original, encantador, cativante e provocador de pensamentos, eu sei que não será para todos mas dêem uma oportunidade vão gostar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:59


recomendação - Sing Street

por falarmd, em 18.08.16

369557_pt.jpg

 Um filme que não vi quando saiu, por falta de interesse, o assunto não me dizia muito, no entanto, por recomendação de várias pessoas , vi e agora quero partilhar o filme que é"Sing Street". Neste filme, em Dublin (Irlanda), década de 1980. Conor(Ferdia Walsh-Peelo), de 14 anos, é um adolescente igual aos outros. Quando os pais se deparam com algumas dificuldades financeiras, optam por tirá-lo do colégio privado onde sempre estudou e matriculá-lo numa escola pública. A partir desse momento, tudo se altera: em casa, o ambiente torna-se a cada dia mais pesado, com os pais em constante ruptura conjugal; na escola, é gozado pelos colegas e perseguido pelos professores. Mas é também nessa altura que conhece Raphina(Lucy Boynton), uma rapariga invulgar por quem se apaixona irremediavelmente. Para a impressionar, cria uma banda com alguns dos amigos mais próximos, também eles inadaptados. Através das músicas e do seu estilo muito peculiar, este grupo de jovens vai aprender a conquistar corações e a superar os desafios da idade…

Adoraria ter visto este filme quando era adolescente, pois, para mim, a mensagem do filme é que podemos fazer tudo o que queremos se nos aplicarmos. Também tem a história de amor, mas esse é típico destes filmes, no entanto, este consegue ser original e ter a sua própria voz. Não posso falar muito do que acontece no filme, pois em alguns momentos não sabemos o que irá acontecer, e mesmo quando é previsível tem um impacto tremendo. Esse impacto deve-se ao afecto que ficamos pelas personagens, não só a principal, mas também as histórias que se geram a sua volta. Adorei a personagem do irmão, no entanto é a relação entre os dois protagonistas que tem grande foco e é bastante credível e baseada no que aconteceria na realidade. Mas o filme é também um musical, na medida que vemos as diferentes fases criativas da banda e as canções que eles tocam. A banda sonora deste filme é uma obra de arte em si, e diria que dá força criativa a qualquer pessoa que o veja. O realizador consegue criar algo intenso pois não só temos uma história de amor, drama familiar, criação musical, amizades,adolescência, figuras autoritárias, e tudo funciona sem parecer fora do sitio. É um retrato da vida real que nos leva a sonhar em ser algo mais do que somos, em nenhum momento não acreditamos na realidade destas personagens. E a nostalgia dos anos 80, para mim é boa, mas será interessante para os jovens desta geração verem como era nessa altura. No final, diria que este filme é ideal para todos os adolescentes verem pois aborda os problemas de crescimento que enfrentam nesta altura, e para quem gosta de musica, um filme essencial. A ver.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:40


Recomendação - Mr. Right

por falarmd, em 09.04.16

Mr_Right-izle-2016-149x210.jpg

 Um filme que tive a oportunidade de ver, mas que não encontrei a data de lançamento em Portugal. Neste filme temos uma rapariga(Anna Kendrick) que se apaixona pelo homem perfeito(Sam Rockwell). Acontece que esse homem perfeito é um assassino a fugir de um cartel criminoso que o contratou. E do seu anterior mentor(Tim Roth).

O filme em si não é nada de espectacular, no entanto tem um charme que não posso deixar de recomendar ver. A grande estrela do filme é Rockwell, que interpreta um assassino charmoso, com princípios e incrivelmente divertido de ver em acção.  E a acção no filme é boa, e convincente, apesar de exagerada. No entanto, as cenas de acção são incríveis e muito fixes.O romance é credível, e funciona, pois temos dois protagonistas com enormes problemas, e torcemos para que o seu amor vingue. O filme tem elementos de comédia, mas, em verdade, não é uma verdadeira comédia. Diria que é um filme light. Kendrick, é um bocado exagerada no papel de pessoa danificada, porém, funciona em contraste com o tipo ideal dela, um assassino. Roth é um bocado desperdiçado neste filme, mas no final tem uma das melhores cenas de luta do filme. O filme consegue balançar vários aspectos, o romance,a acção e a comédia, sem exagerar em nenhum, consegue nos entreter ao longo do filme. Pode ser que eu goste deste filme,pois apela ás minhas sensibilidades, mas se virem o trailer e gostarem, tenho a certeza que irão gostar do filme. Adorei a história do capanga negro que aparece no filme, algo que não estava a espera e que funcionou.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:15

167073_44pt.jpg

 Um filme conhecido de poucos, mas que vale a pena ver e rever. Neste filme temos a história do ajudante de campo Westley(Cary Elwes), que acompanhado por novos amigos, tenta resgatar o seu verdadeiro amor, a princesa Buttercup(Robin Wright) do odioso Princepe Humperdink(Chris Sarandon). Esta história é contada numa perspectiva de narração de um avó ao seu neto. A grande vantagem deste filme é que sabe o que é, uma história exagerada da luta de um herói em salvar a sua princesa. Apesar de estranhar-mos o estilo de narração do filme, quando começa a história ficamos cativados. A história é simples, o herói tenta vencer vários adversário de modo a conseguir salvar a princesa. No entanto, num "Twist", muitos destes adversários são algumas das personagens mais interessantes do filme.Mandy Patinkin como Inigo Montoya, destaca-se neste filme, com a sua busca pelo vilão que matou o seu pai. As lutas são coreografadas muito bem, dando um bom espectáculo, destacando-se a luta entre Wesley e Montoya. Este filme está cheio de estereótipos de filmes de aventuras, no entanto, são estereótipos pois este filme os fez primeiro e de forma memorável. Podemos dizer que o filme é lamechas, mas isso é um ponto forte do filme, pois em nenhum momento levamos muito a sério o que se esta a passar, mas o filme consegue que estejamos a torcer pelas personagens do principio ao fim. Muitos dos temas deste filme já foram feitos noutros filmes mais recentes, no entanto este filme tem algo de especial que o torna único. A comédia deste filme é hilariante, como já disse a acção é boa, as personagens são memoráveis e o final é muito bom. Um filme que se virem, duvido que não consigam deixar de adorar. Um "must" para toda a família, para ver e rever.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:21


Recomendação - Arthur Christmas

por falarmd, em 23.12.15

11167404_ori.jpg

 Como estamos na época de Natal e se não sabem o que ver, ou querem ver algo diferente, eis algo para toda a família. Neste filme Arthur  é o filho mais novo do verdadeiro Pai Natal, neto do Avô Natal  e irmão de Steve . Esta família, tal como todas as outras, tem os seus problemas e, entre eles, as coisas nem sempre são pacíficas - especialmente no que toca à noite de consoada.Hoje em dia, com a evolução tecnológica, a distribuição de presentes acontece de uma maneira quase sem falhas, através de computadores de última geração e tecnologia de ponta. No entanto, desta vez, parece que algo correu menos bem e ficou um presente por entregar a uma das milhões de crianças crentes na magia do Natal. Apesar de todos parecerem desvalorizar o acontecido, Arthur acha que, enquanto o espírito natalício perdurar, nenhuma criança no mundo poderá ficar sem presente. Assim, ajudado pelo Avô Natal, e recorrendo aos antigos métodos de distribuição, os dois vão percorrer o mundo para que aquele presente chegue ao seu destino antes do nascer do Sol. Sim é um filme de animação, e é mais dirigido ás crianças que adultos, no entanto acho que os temas e a mensagem do filme irá também surtir efeito nos mais adultos. Este filme tem um humor muito engraçado com piadas que não tentam o humor mais fácil mas sim são engraçadas por si só. Algo que também é necessário em qualquer bom filme de natal é que o filme tenha uma mensagem alusiva á época de natal, e num mundo cada vez tecnológico e em que ninguém tem tempo para nada, é bom ver que alguém interessa-se pelas pequenas coisas e que mesmo o menor pedido é importante. Temos também a história de alguém que gosta do que faz contra alguém que faz o trabalho para ganhar louros. Mas algo que é inesperado,é que o filme seja principalmente sobre uma família e o conflito que surge com a passagem de um lugar. Os elfos neste filme são hilariantes quer pelas suas reacções ou pelos dois principais elfos da história, o que ajuda Arthur e o que bajula Steve. Sem se tornar ridículo, o filme equilibra a comédia com o tema da família e a importância do natal de uma forma espectacular. A animação não está ao nível da Pixar, no entanto é boa, mas faz com que nos esqueçamos dela pois estamos envolvidos na história e a torcer por Arthur. Um excelente filme para ver nesta época natalícia, recomendo vivamente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:42


Recomendação - The raid - redemption

por falarmd, em 27.11.15

the-raid-poster.jpg

 Depois de tantos filmes sérios, quero recomendar algo mais divertido. Este filme é um dos melhores filmes de acção dos últimos tempos. Neste filme temos Rama, um agente policial novato e que tem sua mulher à espera de seu primeiro filho, pertence a uma polícia especial . Chegam a um prédio de apartamentos no centro de Jacarta. A construção é chefiada por Tama Riyadi, uma espécie de senhor do crime, que é o alvo da força tarefa. Logo na entrada do prédio, a equipe detém um homem que está levando remédio para sua esposa doente no quarto 726. Contudo, antes de entrarem no apartamento ele escapa. A equipe se infiltra no andar térreo do apartamento e prosseguem até alcançarem o sexto andar. Porém eles são vistos por um jovem vigia, que acciona os alarmes antes de ser baleado e morto. Daí em diante é uma luta para sobrevier no que se tornou uma armadilha mortal para os policias. Este filme é uma produção Indonésia com a realização de um australiano. A história é interessante e vemos desenvolver-se ao longo do filme várias camadas e surpresas. A missão que era simples no início revela-se mais complexa que previamente imaginado. As performances dos actores são razoáveis, mas de destacar a personagem de Rama que consegue cativar a audiência. Mas o melhor deste filme é acção, o filme começa relativamente calmo com a entrada no prédio, mas quando o pior acontece, é acção non-stop até ao final. O filme em alguns aspectos quase parece um jogo de vídeo, temos os personagens para derrotar e depois temos o Mini-Boss até chegar ao Boss final e o inevitável confronto final. A coreografia deste filme é excelente, não só acreditamos que são lutas reais, mas ao mesmo tempo não podemos deixar de admirar a beleza e acrobacia das lutas. O filme tem um twist interessante que se relaciona com a personagem principal, mas também é interessante acompanhar toda a intriga que envolve o assalto. No final do filme não podemos dizer que há vencedores, apenas sobreviventes. Não há muito mais para dizer, sendo um filme de acção o que queremos não é propriamente história mas sim boas cenas de acção. Nisso o filme cumpre acima do que estamos á espera, e mesmo assim consegue ter uma história coesa e interessante para o espectador. Se gostam de acção e de porrada da velha, este filme é para si, por isso descansa no sofá ponha o filme e apreciem um dos melhores filmes de acção desta década.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:03

82654_pt.jpg

Sinceramente, neste momento já estou farto de zombies, parece que em todos os filme tem que haver zombies, um bom exemplo é o ultimo Maze runner, no entanto neste filme não me importei pois o foco não é nos zombies mas sim no amor impossível entre dois jovens.  Este filme passa-se num futuro não muito distante, uma nova estirpe de vírus assolou o planeta e, à excepção de alguns sobreviventes, toda a raça humana foi transformada em mortos-vivos. O reduzido grupo de humanos que restaram vivem refugiados em locais incertos, temendo um ataque que os transfigure em seres monstruosos. Quando Julie (Teresa Palmer), em conjunto com um grupo de pessoas, resolve sair do seu refúgio para tentar encontrar mantimentos, é atacada. Entre os atacantes está R (Nicholas Hoult), um zombie solitário que, ao cruzar-se com a rapariga, sente despertar em si sensações que julgava extintas. Assim, determinado a salvá-la dos seus pares, R leva-a para o seu esconderijo onde acaba por perceber que, entre eles, acabou de acontecer algo que, noutras circunstâncias, se poderia chamar de amor. Confusa com os sentimentos que a unem a um ser que toda a sua vida aprendeu a temer e desprezar, Julie foge para junto do pai (John Malkovich), um implacável caçador de zombies. É então que R, destroçado pela sua ausência, começa a notar estranhas mudanças em si mesmo, que o leva a acreditar que talvez tenha encontrado o meio de reverter o processo que o tornou num ser inumano e sedento de sangue. Este filme para além de ter uma ideia original, consegue com mortos vivos ter mais emoção que todos os filmes "Twilight" combinados. Adorei as personagens dos Zombies, não só de Hoult mas também o seu amigo, interpretado por Rob Corddry, que para além de infundirem muito humor ao filme conseguem demonstrar que mesmo os zombies conseguem socializar. Para mim a grande falha no filme, mas percebo porque foi utilizada, foi a criação de zombies sem mente que são monstros autênticos, só para termos antagonistas no filme e acreditarmos na redenção dos zombies. Algo que funcionou foi o aspecto de quase um Romeu e Julieta nas personagens de Hoult e Palmer pois são de duas facções diferentes que se querem matar mas mesmo assim conseguem encontrar o amor. Algo que o filme faz muito bem é convencer-nos que estas personagens estão a apaixonar-se, com cenas subtis e ao mesmo tempo carinhosas. Adorei os comentários da personagem R no filme que mesmo que Hoult não falasse, esses comentários dão uma ideia do que se passa no filme e o que ele está a sentir. Apesar do filme ter algumas cenas em que os zombies atacam as pessoas, não são cenas brutais e no final vais estar a torcer pelos zombies. Como disse anteriormente, há dois tipos de zombies, e o segundo só lá está para ser o principal antagonista e dar algum tipo de redenção aos outros zombies, porém o filme sucede em que a cena final funcione pois apesar de serem zombies o director consegue de algum modo humanizá-los. Mesmo os personagens humanos, conseguimos entender o seu ponto de vista e através destas duas personagens aceitamos o desfecho final do filme. Não dando muitos spoilers, o filme consegue surpreender e ao mesmo tempo ter um certo tipo de realismo(considerando que é um apocalipse zombie) que eleva este filme acima do típico romance de adolescentes. Mesmo que sejas mais velho vais adorar este filme, recomendo vivamente.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:03


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Agosto 2019

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Posts mais comentados



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D